Ir para o conteúdo

1

Ir para o menu

2

Ir para busca

3

Ir para o rodapé

4

ACESSIBILIDADE

5

CONTRASTE

6

MAPA DO SITE

7
 

Letalidade policial e respaldo institucional: perfil e processamento dos casos de resistência seguida de morte na cidade de São Paulo

dc.contributor.authorGodoi, Rafael
dc.contributor.authorGrillo, Carolina Christoph
dc.contributor.authorTonche, Juliana
dc.contributor.authorMallart, Fábio
dc.contributor.authorRamachiotti, Bruna
dc.contributor.authorBraud, Paula Pagliari de
dc.creator.affilliationRevista Estudos Sociais
dc.date.accessioned2022-09-27T13:00:52Z
dc.date.available2022-09-27T13:00:52Z
dc.date.issued2020
dc.descriptionAssociativismo e Memóriapt_BR
dc.description.abstractEste artigo apresenta os principais resultados de uma pesquisa sobre violência letal decorrente de ações policiais na cidade de São Paulo, Brasil. O estudo baseou-se na leitura e análise de boletins de ocorrência (BOs) de casos registrados pela Polícia Civil como “resistência seguida de morte” em 2012 e no posterior exame de uma amostra dos processos judiciais resultantes desses BOs. Descrevemos aqui o perfil das ocorrências registradas e o tratamento dispensado a esses casos pelas instituições responsáveis pelo seu processamento. Os resultados da pesquisa mostram que a leniência por parte dos profissionais do Sistema de Justiça Criminal em relação à letalidade decorrente de ações policiais contribui para oferecer amplo respaldo institucional à atuação violenta dos agentes de segurança pública.
dc.identifierhttp://www.scielo.org.co/pdf/res/n73/0123-885X-res-73-58.pdf
dc.identifier.urihttps://saberespopulares.fiocruz.br/handle/123456789/135
dc.language.isoPortuguês
dc.titleLetalidade policial e respaldo institucional: perfil e processamento dos casos de resistência seguida de morte na cidade de São Paulo
dc.typeArtigo de Periódico

Arquivos